Luís Donisete Benzi Grupioni

Antropólogo, com mestrado e doutorado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi fundador e pesquisador do Mari – Grupo de Educação Indígena da USP, de 1988 a 2002, e é pesquisador associado ao Núcleo de História Indígena e do Indigenismo da USP (NHII-USP). Foi assessor do Ministério da Educação para a política nacional de educação indígena (1999-2002), consultor contratado pelo PNUD para assessorar o Ministério da Educação com as ações de educação indígena (2005-2006) e pela Unesco (2007) para assessorar o Conselho Nacional de Educação (CNE). Realizou pesquisa de campo entre os Bororo (MT), Zo’é (PA), Tiriyó e Katxuyana (AP/PA). Foi curador de várias exposições etnográficas e fotográficas sobre os povos indígenas no Brasil, no Brasil e no exterior, entre as quais destacam-se: Índios no Brasil (São Paulo, 1992), Artes Indígenas na Mostra do Redescobrimento (São Paulo e Rio de Janeiro, 2000), Amazônia, Native Traditions (Pequim, 2004), Brésil Indien (Paris, 2005), A arte da transformação: máscaras e rituais indígenas (Brasília, 2006). É autor do livro Coleções e Expedições Vigiadas (1997), dos livros infantis Juntos na Aldeia e Viagem ao Mundo Indígena (1996), e co-organizador das coletâneas A Temática Indígena na Escola (1995), Povos Indígenas e Tolerância (2001) e Formação de Professores Indígenas: repensando trajetórias (2006). É organizador dos catálogos Índios no Brasil (1992), A Carta de Pero Vaz de Caminha (2002), Amazônia, Native Traditions (2004) e Brésil Indien: les arts des amérindiens au Brésil (2005). Sua dissertação de mestrado recebeu o prêmio de melhor dissertação na área de Ciências Sociais em 1996 conferida pela Associação Nacional de Pesquisa em Ciências Social, Anpocs, em 1997. É Cavaleiro da Ordem Nacional do Mérito Educativo, desde 2002, por indicação da Presidência da República.

E-mail: luisdonisete@institutoiepe.org.br

Login Form