O livro do Arumã

Wama Pampila, Aruma Papeh

por Iepé – 2014

O arumã é a matéria-prima mais valorizada pelos Wayana e Aparai na confecção de cestos, peneiras, abanos e tipitis, por ser resistente e flexível e por permitir a reprodução de grafismos. Planta herbácea silvestre encontrada em terrenos úmidos de terra firme, ao ser colhido, volta a brotar e renovar-se. Um manejo experimental desta fibra foi realizado no âmbito de um projeto desenvolvido pelo Iepé a partir de uma chamada pública de projetos de Assistência Técnica e Extensão Rural em áreas indígenas, promovida pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário. Entre 2010 e 2014, oficinas teóricas e práticas de manejo de arumã foram realizadas em aldeias das Terras Indígenas Parque do Tumucumaque e Rio Paru D’Este, no extremo norte do Pará. Estre livro registra essa experiência, apresentando um amplo conjunto de saberes e práticas dos Wayana e Aparai sobre o arumã e a cestaria trançada com essa fibra vegetal, dotada de atributos cosmológicos, estéticos e técnicos.

Login Form