Compartilhando saberes debaixo dos açaizais: oficina de manejo do açaí e intercâmbio com os quilombolas do Cunani na aldeia Açaizal, Oiapoque

img_1292

Durante os dias 04 a 07 de outubro de 2016 foi realizada na aldeia Açaizal, Terra Indígena Uaçá, (município de Oiapoque/AP) uma oficina de manejo do açaí e intercâmbio com membros da comunidade quilombola do Cunani (município de Calçoene/AP). A atividade consistiu na abertura de duas parcelas de manejo de baixo impacto de açaizais, próximas à região do Encruzo, ponto estratégico de cruzamento dos rios Curipi e Uaçá, que está sendo revitalizado. Além da participação dos Karipuna da aldeia Açaizal e dos quilombolas do Cunani, João Amâncio e João Paulo, o encontro também contou com a presença do Dr. Jose Antonio Leite de Queiroz (EMBRAPA), do Sr. Domingos Santa Rosa e do Sr. Haroldo dos Santos Vilhena (FUNAI), da Rita Lewkowicz (Iepé) e dos técnicos do ICMBio, Paulo Silveira e Ricardo Motta Pires (chefe da Unidade de Conservação Parque Nacional do Cabo Orange), que acompanharam a vinda dos moradores do Cunani buscando uma via de conciliação para o manejo do açaí em uma zona de sobreposição entre o quilombo do Cunani e o Parque Cabo Orange.

Cedo pela manhã, os mais de 30 participantes do manejo já se aprontavam e reuniam para organizar a saída de quatro voadeiras para a região do Encruzo. A atividade envolveu a participação principalmente dos jovens karipuna da aldeia Açaizal, encontrando-se entre eles os mais experientes – que já haviam participado de outras oficinas – e aqueles que estavam indo pela primeira vez. De maneira dinâmica, explicavam uns aos outros as formas de realizar o manejo, fazendo demonstrações também para os participantes que vinham de fora. Os técnicos, Dr. Leite e Sr. Domingos, experientes no manejo, acompanhavam a atividade prestando apoio e esclarecendo dúvidas quando eram chamados, mas a autonomia da comunidade para desenvolver a atividade ficou evidente.

img_0894

Durante uma das noites do encontro, os participantes externos e os moradores da aldeia Açaizal se reuniram no centro comunitário para o lançamento do livro Uasei, o livro do açai: saberes do povo karipuna, publicação que é produto final do “Projeto Açaí, Banana e Citros – ABC da Fruticultura Familiar das Comunidades Indígenas de Oiapoque” resultado da parceria entre as associações indígenas, FUNAI, EMBRAPA, GATI, Iepé e TNC. Neste lançamento, foi possível ouvir as palavras dos representantes de cada uma das instituições presentes, relatando como foi o processo de desenvolvimento do projeto até chegar ao livro. A professora Edilena dos Santos, que também participou na elaboração do livro, ressaltou a importância de resgatar as histórias dos mais velhos e trazê-las para a escola indígena. O evento encerrou-se com a fala do cacique Jose Damasceno Forte Karipuna, ressaltando a importância das histórias e da memória que o livro guarda, sendo fruto de esforço da comunidade do Açaizal junto aos parceiros.

img_1033
Foi possível, ainda, visitar uma parcela de açaizal já manejada pela comunidade, para que os visitantes pudessem compreender como ocorre a evolução do manejo ao longo do tempo. João Amâncio e João Paulo ficaram bastante satisfeitos em conhecer a experiência dos índios com o manejo de baixo impacto dos açaizais, e agradeceram muito a oportunidade de acompanhá-lo. Os técnicos do ICMBio disseram que ainda não podem dar uma resposta definitiva, mas ressaltaram que aprenderam com a oficina na aldeia e manterão sempre o diálogo como a melhor política de relação com a vizinhança, seja com a terra indígena, seja com o quilombo.

img_0952

A oficina e o intercâmbio proporcionaram um importante espaço de troca de conhecimentos, apontando-se semelhanças e diferenças entre as formas de manejo e a paisagem característica de cada região. Proporcionaram, também, um fortalecimento das relações entre os moradores do entorno da terra indígena, o que possibilitou o diálogo sobre a importância de um trabalho conjunto para a proteção e gestão socioambiental do território. Além disso, a atividade já gerou novos frutos, como a parceria entre indígenas e quilombolas para implantação de um meliponário, criação de abelhas melipônias, na comunidade quilombola do Cunani.

Esta atividade faz parte da parceria Iepé/TNC no projeto de implementação do programa de gestão ambiental e territorial das terras indígenas do Oiapoque, apoiado pelo Fundo Amazônia (BNDES).

img_0874

Tags:  , ,

Deixe um comentário


Login Form