II Encontro de Mulheres Indígenas do Amapá e norte do Pará: Alimentação, Práticas agrícolas e Gestão Territorial

Mulheres indígenas se reúnem em Macapá

Mulheres indígenas se reúnem em Macapá

Hoje, 18 de outubro de 2016, teve início o II Encontro de Mulheres Indígenas do Amapá e Norte do Pará – Alimentação, Práticas Agrícolas e Gestão Territorial, produzido pelo Iepé, em parceria com a RCA e Funai, e contando com o apoio da Fundação Moore, Rainforest Foundation e Embaixada da Noruega. Mais de 50 mulheres estão presentes, representando a grande sociodiversidade da região: do Oiapoque, vieram Galibi, Galibi-Marworno, Karipuna e Palikur; do Tumucumaque, Wayana, Aparai, Tiriyó, Katxuyana e Txikyana; também participam as mulheres Wajãpi, a representante da COIAB Nara Baré e representante da Aikatuk e FEPIPA, Angela Kaxuyana, e Marluce Mura (AMIRMO), além de várias convidadas da RCA, vindas do Acre (Francisca Arara e Edileuda Shanenawa, da OPIAC), do Amazonas (Almerinda Lima e Adelina Dessana – FOIRN, e Cleide e Luzinda Mayuruna – OGM), de Roraima (Lucila Souza e Lucimeiry Silva – CIR) e do Xingu (Kuiaiú Yawalapiti – Associação Yamurikumã das Mulheres do Xingu). São parteiras, professoras, lideranças, cacicas, pesquisadoras, agentes de saúde, agentes socioambientais, mas, sobretudo, mulheres indígenas, preocupadas com seu papel no dia-a-dia de suas aldeias.

Em sua fala de abertura Bernadette Franceschini, gerente de projetos do Iepé, destacou a importância desse tipo de encontro tanto para as mulheres indígenas quanto para o Iepé, sendo que o fortalecimento da participação das mulheres nas atividades promovidas pelo instituto tem tido grande espaço em suas prioridades. Toda a equipe se apresentou, expressando contentamento com a realização da segunda edição do encontro de mulheres. Simone Karipuna, coordenadora regional da FUNAI, destacou que:

Hoje quem está na frente da Funai é uma mulher indígena: sou Karipuna, e quero colaborar para que ocorra esse fortalecimento das mulheres indígenas. Vocês são jovens e são cabeças disso tudo, e queria pedir para poder colocar tudo que vocês vivenciam, para que a gente possa depois ver os encaminhamentos que vocês tiraram daqui. Porque a Funai e outros parceiros podem saber o que vocês pensam para conseguir encaminhar isso. Eu vou fazer o possível para estar aqui, ouvindo e dialogando com vocês.

 Durante o dia as mulheres trocaram experiências sobre o manejo das roças, as diversidades de cultivares que produzem, bem como o que as mulheres fazem para garantir os alimentos de qualidade para a família, como são selecionados os locais de roça, o que plantam e de onde vêm as sementes. No final do dia, foram realizadas trocas de sementes, mudas e remédios tradicionais.

Mulheres convidadas da RCA – Rede de Cooperação Amazônica, em frente às sementes, frutas e demais produtos trazidos para trocar com as outras mulheres

Tags:  

Deixe um comentário


Login Form