Senador Randolfe Rodrigues participa da III Oficina Regional de Política Indigenista

Nesta quinta-feira, 06 de novembro, o Senador Randolfe Rodrigues (PSOL-Amapá) participou da III Oficina Regional de Política Indigenista para Associações Indígenas do Amapá e norte do Pará, quando pode dialogar com as mais de 100 lideranças e representantes indígenas presentes na Oficina.

O Senador Randolfe fez uma exposição sobre o andamento de projetos de leis que ameaçam os direitos indígenas no Congresso Nacional e salientou seu compromisso contra essas propostas, afirmando que lutará para que as mesmas não sejam aprovadas no Senado Federal. Em termos de ameaças aos direitos indígenas relembrou que o Código Florestal foi aprovado e que isso é um grave retrocesso resultante da força da bancada ruralista no Congresso. Apontou que o grande desafio para o movimento indígena e seus aliados hoje, após a vitória de Dilma Roussef na última eleição, é manter um plantão permanente de pressão e mobilização para que cumpra os compromissos que ela assumiu em carta aberta aos povos indígenas antes de se reeleger. Segundo Randolfe não se pode servir a dois senhores ao mesmo tempo e a Presidente Dilma precisa ser cobrada para que atenda os direitos indígenas e não os interesses que ameaçam esses direitos.

DSCN0887

O Senador Randolfe afirmou que os povos indígenas estão desassistidos pelas políticas públicas. “Aqui no Amapá todas as Terras Indígenas estão demarcadas desde os anos 90, mas isso não tem significado muita coisa, porque existe um descaso enorme do governo com essas áreas, por exemplo, em relação à não efetivação das políticas públicas por parte da saúde indígena e da FUNAI”. Ele ouviu as colocações das lideranças indígenas sobre problemas na área de saúde, transporte e educação que vêm enfrentando na região. Antes de encerrar sua visita, um representante da única Terra Indígena atualmente não regularizada do norte do Pará pediu ao Senador apoio para que defenda a mesma em Brasília. Trata-se da Terra Indígena Katxuyana/Tunayana, cujo processo de reconhecimento encontra-se paralisado no Ministério da Justiça. O Senador se comprometeu a solicitar uma audiência com o Ministro da Justiça para tratar do caso.

Esta III Oficina Regional de Políticas Indigenistas é promovida pelo Iepé, com apoio da Funai, Fundação Moore, Embaixada da Noruega e Rainforest Foundation Noruega e Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Deixe um comentário


Login Form