Iepé e Funai apóiam criação de Fundo de Artesanato Zo’é

Está em processo de implantação o Fundo de Artesanato Zo’é – FAZ,

Fruto de uma iniciativa do Programa Zo’é da Frente de Proteção Etnoambiental Cuminapanema/ Funai em parceria com o Instituto de Pesquisa e Formação Indígena- Iepé. Um dos resultados previstos no projeto “Artesanato Zo’é: saberes e tecnologias relacionando mundos”, apoiado pela Caixa Econômica Federal, o FAZ ocupará um espaço de uso coletivo no interior da Terra Indígena Zo’é, situada ao norte do Estado do Pará.

Relatório Final - FAZ_CAIXA_dez_2013-2

Mais do que uma ferramenta para propiciar geração de renda a partir da comercialização das peças, permitindo aos Zo’é adquirir determinadas mercadorias, o Fundo deverá catalisar uma série de ações voltadas à valorização das técnicas tradicionais de produção artesanal deste povo. Além disso, também deverá possibilitar o estreitamento de seus vínculos com a Funai, responsável pela gestão do FAZ, reforçando a compreensão dos Zo’é de sua relação com o Estado e minimizando as suas frequentes evasões para o entorno da TI, onde vêm estabelecendo relações conturbadas em sua história recente. Estes entendimentos alicerçaram a execução das atividades do projeto que, entre setembro de 2013 e fevereiro de 2014, envolveram oficinas para estimular a participação e capacitação dos Zo’é na gestão do FAZ, fomentar a transmissão de saberes tradicionais por meio da confeccção de peças de cerâmica, fibras e madeira, bem como promover a capacitação dos Zo’é para a documentação dos processos produtivos e técnicas utilizadas.

O projeto, que foi aprovado pelo Edital Programa Caixa de Apoio ao Artesanato Brasileiro, permitiu ainda a constituição de um acervo reunindo fotos, vídeos, textos, mapas e depoimentos, disponibilizados às comunidades por meio de DVDs e materiais impressos, assim como a elaboração de diversos materiais de divulgação, como um folder e banners.

Saiba mais sobre o projeto aqui.

Deixe um comentário


Login Form