Lançamento de livros, inauguração de biblioteca e exposição sobre povos indígenas no Amapá

No próximo dia 29 de de março, em Macapá, o Iepé – Instituto de Pesquisa e Formação Indígena, em parceria com o Museu do Índio – Funai,  Museu Kuahí dos Povos Indígenas do Oiapoque, Petrobras e Iphan lançam os livros “Turé dos Povos Indígenas do Oiapoque”  e ” Arte visual dos povos Tiriyó e Kaxuyana: padrões de um estética ameríndia”. No mesmo dia ocorrerá a inauguração da sede da biblioteca do Pontão de Cultura “Arte e Vida dos Povos Indígenas do Amapá e norte do Pará” e de uma exposição itinerante sobre a festa do turé. O lançamento dos livros e a inauguração da biblioteca e da exposição são o resultado das ações de valorização do patrimônio cultural indígena dos povos da região do Amapá e do norte do Pará, que o Iepé vem desenvolvendo nos últimos anos, em parceria com vários órgãos de governo, como a Funai e o Iphan, e outras entidades e instituições.

 

Patrimônios Culturais Indígenas – O lançamento dos dois livros encerra o projeto “Valorização e Gestão dos Patrimônios Culturais Indígenas no Amapá e norte do Pará”, patrocinado pela Petrobras, e desenvolvido pelo Iepé desde 2005. Por meio deste projeto foram desenvolvidas várias ações de formação entre os povos indígenas Wayana, Aparai, Tiriyó, Kaxuyana, Karipuna, Galibi-Kali´nã, Galibi-Marworno, Palikur e Wajãpi, visando a valorização de seus respectivos patrimônios imateriais, assim como a consolidação de suas formas de transmissão. Por meio de oficinas, seminários, exposições e preparação de publicações, trabalhou-se os processos de produção, registro, seleção e difusão de elementos dos patrimônios orais e artísticos desses povos.

 

Biblioteca especializada – Já a inauguração da biblioteca do Pontão de Cultura “Arte e Vida dos Povos Indígenas do Amapá e Norte do Pará” marca mais uma etapa do trabalho desenvolvido pelo Iepé, com apoio do Iphan-MinC, no sentido de produzir e disponibilizar informações contextualizadas sobre os povos indígenas da região do Amapá e norte do Pará. A biblioteca é aberta ao público interessado e disponibiliza livros, periódicos, Cds, DvDs e teses acadêmicas sobre a temática indígena no Brasil, com especial atenção para os povos indígenas dessa região.

 

Repercussão – Segundo o secretário-executivo do Iepé, Luís Donisete B. Grupioni, o evento do dia 29 tem um significado especial: “É um momento em que vamos difundir o resultado de várias ações de valorização cultural, que tiveram origem em oficinas realizadas nas aldeias, em que diferentes segmentos comunitários discutiram e produziram registros sobre seus próprios patrimônios culturais, como no caso dos registros da arte gráfica tiriyó e kaxuyana e da festa do turé, dos povos indígenas do Oiapoque. E também faremos a abertura da biblioteca do Pontão de Cultura, especializada na temática indígena, que será uma referência sobre os povos indígenas em Macapá”. O Pontão de Cultura, do Iepé, que conta com apoio do Departamento de Patrimônio Imaterial do Iphan, desenvolve atividades nas terras indígenas do Amapá e também na cidade de Macapá, oferecendo cursos sobre a temática indígena para a sociedade envolvente.

De acordo com o diretor do Museu do Índio, José Carlos Levinho, “iniciativas como essas reforçam nos índios a importância de se preocuparem com a continuidade de suas manifestações culturais”. O Museu do Índio, da Funai, é co-editor do livro sobre a festa do Turé.

O evento tem início as 19:00hs, na sede do Iepé em Macapá (Rua Raimundo Álvares da Costa, 1.689).

 

convite

 

Deixe um comentário


Login Form