Seminário Corredor da Biodiversidade: gestão territorial, desenvolvimento e conservação

Seminário FNMA

Iepé e Sema promoveram seminário para discutir com indígenas, colonos, extrativista e instituições públicas o planejamento territorial integrado de parte do Corredor da Biodiversidade

O Iepé – Instituto de Pesquisa e Formação em Educação Indígena e da Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Amapá – SEMA, bem como de seus parceiros WWF Brasil, GTZ, ICMBio, TNC, FUNAI, Apina e Apitikatxi promoveram de 10 a 12 de junho o Seminário “Corredor da Biodiversidade: gestão territorial, desenvolvimento e conservação”, na UNA – União dos Negros do Amapá.

O objetivo geral do seminário foi discutir, sistematizar e articular propostas das comunidades (agricultores, extrativistas e indígenas) do corredor da biodiversidade, visando o planejamento territorial integrado e a sustentabilidade socioambiental. O evento pretendeu promover a articulação das comunidades envolvidas, visando sua participação qualificada e integrada na gestão do Corredor da Biodiversidade, além de avançar no processo de formulação do plano DTBC – Desenvolvimento Territorial com Base Conservacionista.

O seminário faz parte das atividades do projeto “Unidades de Conservação e Terras Indígenas: uma proposta de mosaico para o oeste do Amapá e norte do Pará”, financiado pelo Fundo Nacional de Meio Ambiente/MMA. Por meio deste projeto, o Iepé e seus parceiros estão investindo na capacitação das comunidades envolvidas com o Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque, a Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Rio Iratapuru, a Terra Indígena Wajãpi e o Parque Indígena do Tumucumaque, para promover o planejamento e gestão territorial compartilhada.

Para os participantes do seminário, cerca de 60 pessoas, foi preparado um diagnóstico-base – realizado a partir das primeiras oficinas de capacitação com os agentes sociais envolvidos no projeto.

Deixe um comentário


Login Form