Programa Tumucumaque

Criado em 2006, o Programa Tumucumaque teve como foco inicial ações de valorização cultural junto aos povos Kaxuyana e Tiriyó. Hoje sua atuação também se estende aos povos Wayana e Aparai, que habitam na Terra Rio Paru D’Este.

Festa Tiriyó

Festa Tiriyó – Parque Indígena do Tumucumaque (foto: Décio Yokota)

Ao longo do tempo, as ações se desdobraram em atividades também voltadas para a formação de professores e pesquisadores, fortalecimento político e, mais recentemente, a iniciativas sobre manejo e gestão territorial e ambiental. Dentre os principais êxitos do programa, destacam-se o fortalecimento político por meio da viabilização de encontros anuais de donos de aldeia, que se reúnem para discutir os problemas e estratégias voltadas às melhorias das condições de vida e bem estar das comunidades, e do fortalecimento institucional das associações representativas (Associação dos Povos Indígenas Tiriyó, Kaxuyana, Txikuyana- APITIKATXI e Associação dos Povos Indígenas Wayana e Aparai – APIWA). As oficinas de valorização cultural, voltadas ao registro e continuidade de conhecimentos e práticas artesanais das mulheres Tiriyó e Kaxuyana resultaram não apenas na retomada e valorização deste “saber fazer” e do diálogo entre gerações, mas também uma ampla divulgação e difusão deste rico patrimônio imaterial- e material- em exposições e publicações.

Quero falar do trabalho do Iepé entre nós, Tiriyó. Nós estamos melhorando a união entre os caciques, pois agora podemos nos encontrar nas reuniões que o Iepé promove. As mulheres estão tecendo mais, colocando para fora coisas que estavam esquecidas, porque o Iepé valorizou e apoiou. Nossas crianças estão aprendendo mais com os livros que foram feitos. Queremos que vocês façam com que as mulheres e os jovens continuem seguros no que estão fazendo.

Cacique Geral Shimeto Tiriyó

Em nome do meu povo, Aparai e Wayana, do Parque do Tumucumaque gostaria de agradecer o apoio que o Iepé está dando para os povos do Tumucumaque. Eu gostaria que o iepé continuasse com seu trabalho com os povos do Parque, do Leste e do Oeste, para que possamos continuar fortalecendo nossas associações, comunidades e lideranças.

Cecília Awaeko Apalai, Presidente da Apiwa

O Iepé ajudou muito a comunidade com seus projetos na educação e na cultura. Todo projeto que a gente tem com parceria do Iepé é bom. O Iepé deu apoio para melhorarmos nossos artesanatos, comercializar e poder ter um dinheiro para comprar nossas coisas de branco. O Iepé promoveu encontro das mulheres Tiriyó e Kaxuyana com parentes de outras comunidades como as mulheres do Oiapoque. Sem parceria nós não conseguíamos nada. Agora com o Iepé, outros órgãos começaram a nos apoiar como o Museu do Índio e Caixa Econômica Federal. Então isso foi muito bom para nós.

Diacuí Sorá Tiriyó, artesã

Login Form